Sem Comentários: Pequeno Almanaque de uma Propaganda de Novelas – Capítulo 5

3 06 2020

Brega e Chique – 1987. Uma deliciosa trama de Cassiano Gabus Mendes, autor de primeira grandeza que participou da fase inaugural da TV no Brasil e foi responsável por inúmeros programas de sucesso. Sua novela de estreia na Globo foi “Anjo Mau”, em 1976. Nessa aqui, o personagem de Jorge Dória, o empresário Herbert Alvaray, tinha duas famílias e simula sua morte para fugir do país. Suas duas mulheres interpretadas por Marília Pêra, a chique e Glória Menezes, a brega; tornam-se amigas sem saber do “parentesco”. Naquelas viradas que amamos, Rosemere da Silva (Glória) herda uma fortuna e passa a ensinar Rafaela (Marília) a economizar depois dela ficar endividada com a “morte” do marido. O tal volta ao país com outro nome e outra cara (agora vivido por Raul Cortez). A abertura é uma das mais lembradas da história das telenovelas e mostrava um modelo nu, ao som da música “Pelado”, da banda Ultraje a Rigor. Por um tempo a famigerada censura federal exigiu que uma folha de parreira (!) fosse colocada para tapar a bunda do homem. Depois de muita negociação, a versão original voltou a desfilar todas as noites em nossas salas. A novela teve 173 capítulos.

Source: Sem Comentários: Pequeno Almanaque de uma Propaganda de Novelas – Capítulo 5





MaisPB • É o que diz o dicionário

3 06 2020

Eu sei que a vida não está fácil. Depois de sessenta dias presos, o Governador mandou mais uma medida. Entraremos em lockdown. Até concordo com aquela menina da Globo, a Leilane Neubarth,(foto) que escreveu lá no seu tuíte (sorry, Twitter) que os nordestinos não entendiam essas palavras. Claro, não é Leilane, em inglês não é […]

Source: MaisPB • É o que diz o dicionário