Arrastão, a guerra da praia

“Nós tamo entrando sem óleo nem creme/Precisando a gente se espreme/Trazendo a farofa e a galinha/Levando também a vitrolinha/Separa um lugar nessa areia/Nós vamos chacoalhar a sua aldeia/Mistura sua laia/Ou foge da raia/Sai da tocaia/Agora nós vamos invadir sua praia”A música, do Ultraje a Rigor, de 1985, é atual. Não tem mais vitrolinha. Nem grana para galinha com farofa. Mas é só o Rio esquentar que a praia lota. Que beleza a praia democrática quando vista de cima, abstraindo a variante Delta. A falta de máscara e distanciamento é mero detalhe. A molecada nem-nem, que não estuda nem trabalha e está ainda mais abandonada na pandemia, resolveu já em setembro tocar o terror.

Source: Arrastão, a guerra da praia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s